Total de visualizações de página

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Campanha de Mobilização Nacional 
contra o Aedes Aegypti
banner
A direção do Sindacs aderiu à Campanha Nacional contra o Aedes Aegypti. Convocamos todos os Agentes de Saúde e Endemias para o "combate".
Direção do Sindacs

Comunicado Recesso de Carnaval
recesso de carnaval

Em virtude da comemoração do Carnaval, a direção do Sindacs informa que a sede da entidade desempenhou as atividades até hoje (3/02).
O funcionamento será retomado na próxima quinta-feira (11/02).

Tenham um ótimo carnaval!
Direção do Sindacs

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Direção do Sindacs participa de reunião com supervisores 
do Programa do Combate a Dengue
Foto: Sindacs
Nesta quarta-feira (27), a direção do SINDACS esteve reunida com os supervisores do Programa de Combate à Dengue. Na oportunidade foram sanadas dúvidas em relação a abertura de processos, e também acerca de a pauta de reinvidicações.
Segundo o coordenador do Sindacs, Eduardo, é importante que os agentes sejam valorizados. "Essa é uma cobrança constante do SINDACS. Nós temos que nos conscientizar que além dos deveres temos que cobrar que os nossos direitos sejam cumpridos, visto que, no ano de 2015 nós não tivemos avanços na Campanha Salarial da categoria.  Estamos atentos, pois neste ano,  por se tratar de um ano eleitoral, o prazo é bastante curto.  Temos que nos mobilizar para avançar  e conquistar nossos direitos, pois sem luta não há vitória", destacou.
Direção do Sindacs


O vírus zika deve se espalhar por todos os países das Américas, com exceção de Canadá e Chile. O alerta foi dado nesta segunda-feira (25) pela diretora-geral Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, em seu primeiro pronunciamento sobre os casos da doença nas Américas, durante o encontro do painel executivo da entidade, em Genebra, para discutir epidemias globais. Chan também informou que um possível caso de transmissão sexual está sendo investigado pela OMS. "O zika foi isolado no sêmen humano e um caso de possível transmissão sexual de pessoa para pessoa foi descrito. No entanto, mais evidências são necessárias para confirmar se o contágio sexual é um meio de transmissão do zika", disse. A diretora-geral ainda xigiu que os governos notifiquem todos os casos registrados e acompanhem as estatísticas. Segundo a OMS, Outra razão para a rápida disseminação do vírus é a prevalência do mosquito Aedes aegypti, vetor do vírus. No final de 2015, o Ministério da Saúde (MS) brasileiro confirmou a relação entre o Zika e a microcefalia, uma má formação que leva bebês a nascerem com a circunferência craniana menor ou igual a 33 centímetros. Até a última semana, o Brasil havia registrado 3.893 casos suspeitos de microcefalia, mais de 30 vezes o que foi registrado em qualquer ano desde 2010.
Seguridade aprova relatório sobre políticas
 de assistência à população negra
Comissão de Seguridade Social e Família aprovou relatório da subcomissão especial que avalia as políticas de assistência social e saúde da população negra (Relatório 4/15). O relator, deputado Antônio Brito (PTB-BA), apresentou relatório com nove sugestões de proposições legislativas. Entre elas, está o requerimento de prioridade para o Projeto de Lei 7103/14, da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), que inclui o quesito cor ou raça nos prontuários, registros e cadastramentos do Sistema de Informação em Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).
Entre outras sugestões estão indicações ao Ministério da Saúde para criar ações de aperfeiçoamento de políticas para a população negra; tornar mais clara a intenção de ampliar a parceria e a interlocução com as casas religiosas de matriz africana na abordagem de agravos à saúde; formalizar instância gestora da saúde da população negra na estrutura organizacional, de acordo com compromissos assumidos pelo governo, entre outras.
De acordo com o relator, é notório o impacto negativo de condições adversas de vida sobre o perfil de saúde da população negra. "A população negra sofre, de modo geral, com menor renda, menor escolaridade, menor acesso às condições ideais de moradia, saneamento, trabalho, transporte, saúde, e luta por direitos iguais", apontou. Ele destacou que os indicadores sociais mostraram a iniquidade no acesso a serviços públicos, bem como na distribuição de renda, revelando-se um forte viés racial.
Imagem inline 1
Políticas públicas
No entanto, de acordo com o relatório aprovado, os programas sociais e as políticas públicas têm alcançado a população negra nos últimos anos. "Os dados apresentados acerca da participação da população negra no público beneficiário dessas políticas indicam que o país está na direção de reduzir as iniquidades de renda e de acesso a serviços públicos. Evidentemente, ainda são muitos os desafios que se colocam na agenda, sobretudo no que se refere à superação do racismo institucional", destacou Antônio Brito.
Brito também informou que, em relação à anemia falciforme e a morte materna terem ocupado o foco inicial da subcomissão, muitos outros agravos despontaram como pontos importantes a acompanhar, entre eles glaucoma, diabetes e hipertensão.
Sugestões
O colegiado sugeriu orientar e induzir os governos federal, estaduais e municipais a construir metodologias de planejamento que contemplem diagnóstico situacional da população negra, bem como aumentar a representatividade da população negra nos conselhos gestores de políticas públicas, nos entes subnacionais.
Outra sugestão apresentada foi lutar para que todas as políticas de promoção de saúde, controle de agravos, atenção e cuidado em saúde assimilem as especificidades da raça negra. "É urgente que se disponha de métodos de avaliação sistemática de impacto e qualidade das ações desenvolvidas, inclusive por sexo, raça, faixa etária para orientar o desenvolvimento das políticas de saúde. Da mesma forma, a interconexão com outros sistemas de informação da Seguridade Social proporcionará uma visão bem mais concreta das repercussões de agravos de saúde sobre a previdência e a assistência social. Por exemplo, permitiria a avaliação do impacto social da morte materna sobre as demandas da família e dos órfãos, ou ainda o peso previdenciário das morbidades maternas graves", afirmou Brito.

Íntegra da proposta:

Edição – Luciana Cesar
Reportagem – Luiz Gustavo Xavier

Fonte: Agência Câmara de Notícias

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Apub promove debate sobre a gratuidade da pós-graduação



No dia 25/01, a Apub Sindicato promoverá mais um debate, desta vez sobre a gratuidade da pós-graduação nas universidades públicas. O evento será às 17h, no auditório da Escola de Administração da UFBA e contará com a participação de representantes da ADUFRJ- Seção Sindical (Associação de Docentes da UFRJ), ANPG (Associação Nacional de Pós-Graduandos), FOPROF (Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais) e PROPG/UFBA (Pró-Reitoria de Ensino de Pós Graduação). O objetivo da atividade é avaliar os efeitos da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/14, medida que regulamenta a cobrança pelas universidades públicas por cursos de pós-graduação lato sensu (especialização) e extensões, que já são autorizadas nas IFES, e de mestrado profissional, que se insere na categoria stricto sensu e gerou maior reação de entidades nacionais da educação.

Uns argumentam que a proposta ameaça o financiamento da pós-graduação stricto sensu, representando uma indução à esta forma de captação de recursos e de sobrevivência dos programas neste cenário de restrições de verbas públicas para educação; outros defendem a cobrança como uma maneira das IFES enfrentarem a falta de recursos específicos para os cursos lato sensu e de aperfeiçoamento. No caso dos mestrados profissionais, a CAPES não financia e supõe-se que podem ser financiados via acordos com os setores públicos e privados interessados no aprimoramento de seus profissionais. 

As diferentes opiniões dentro da própria comunidade acadêmica demonstram que há urgência desta discussão, já que a proposta está em tramitação para ser votada na Câmara dos Deputados a qualquer momento.

SERVIÇO
O QUÊ: “A gratuidade da pós-graduação em debate”
QUANDO: 25 de janeiro
HORÁRIO: 17h
ONDE: Auditório da Escola de Administração da UFBA

Atenciosamente,
71 3235-7433

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

    Pauta Salarial é aprovada em Lauro de Freitas





Foto: Sindacs

Nesta quarta-feira (20) uma Assembléia foi realizada com os ACS e ACE do município de Lauro de Freitas. Na oportunidade, o coordenador do Sindacs, Robson Teixeira, realizou a leitura das propostas da pauta, que foi submetida em regime de votação, e foi aprovada pela categoria.
Na ocasião diversos assuntos relacionados à categoria foram discutidos e esclarecidos. Segundo o coordenador do Sindacs, Eduardo, na reunião ficou acertado um reajuste de 18% no salário-base, cumprimento total do Plano de Cargos Carreiras e Vencimentos (PCCV), reajuste de 50% da gratificação, e a manutenção dos demais itens da pauta.
O advogado da entidade, Florisvaldo, participou do encontro, e na oportunidade, falou do andamento da ação contra a UNIBRAS e também sobre a ação das correções do FGTS. Florisvaldo também discorreu sobre a abertura da ação, solicitando dessa forma, a correção da insalubridade dos últimos 5 anos, visto que, apesar de diversas petições solicitando a correção, a prefeitura insiste em realizar o pagamento sobre o salário mínimo.
Os agentes que têm interesse na ação devem providenciar documentos, pois um novo encontro será marcado para receber as documentações. Documentos necessários para abertura de ação de correção da insalubridade de 2010 até a presente data: Autorização, Declaração, RG, CPF, Comprovante de Residência, Telefone, Email, contracheques dos últimos 5 anos.

Observação: O sindicato irá fornecer a autorização e a declaração para preenchimento. A direção informa que irá receber a documentação apenas dos filiados.
Direção do Sindacs
Aspectos Epidemiol贸gicos 
da Zika/ Microcefalia
webpalestra
A Direção do Sindacs informa que será realizada uma Webpalestra, nesta quinta-feira (21), às 14h:30, para tratar dos aspectos epidemiológicos da Zika/Microcefalia.
Para assistir clique aqui

Direção do Sindacs
                    Nota de falecimento
Luciano
Foto: Arquivo Pessoal

A direção do Sindacs informa acerca de o falecimento do colega do Distrito de Itapagipe- Salvador (BA), Luciano Cardoso. O sepultamento será realizado hoje (19), às 16h, no Campo Santo.
Luciano estava internado em virtude de uma úlcera que foi rompida, e apresentou complicações nos pulmões e rins.
A coordenação do sindicato lamenta o ocorrido e presta sua solidariedade aos familiares e amigos.

Direção do Sindacs

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

DIREÇÃO DO SINDACS PARTICIPA DE REUNIÃO  COM GESTOR DA SMTT DE ALAGOINHAS

Na última sexta-feira (15), a direção do Sindacs participou de uma reunião com o gestor da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Alagoinhas, Anderson Baqueiro, e a equipe de Agentes de Saúde e Endemias de Boa União. O encontro teve como objetivo, segundo o coordenador geral do Sindacs, Aldenilson Rangel, tratar da forma como os motoristas da região tratam os servidores da localidade, com descaso, e muitas vezes,  há constrangimento.
"A reunião foi muito proveitosa, todos os agentes foram ouvidos e marcamos uma reunião com os motoristas, ou donos de transportes", explicou Rangel.
Um encontro está marcado para o dia 25 de janeiro, às 19h.  Na ocasião, a direção do Sindacs, representantes da SMTT, e todos os agentes de Boa União terão a oportunidade de discutir acerca dessas questões.

Direção do Sindacs