Total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de julho de 2015

COMANDO DE GREVE DO SINDACS/BA, COMO AGIR NA LUTA PELO PISO NACIONAL

OS DIRETORES DO SINDACS/BA FAZ EXPLICAÇÕES PARA AGENTE DE SAÚDE DA PLANIFICAÇÃO 



Trabalhadores ouvem atentos as explicações do comando de greve




o coordenador Antunes relata sobre o código 31 para o código 41 que esta na normativa criada pelo município









FIGUEIREDO FAZ EXPLANAÇÃO DA LEGALIZAÇÃO DA GREVE E DAS INLEGALIDADES COMETIDAS PELA SMS

OS DIRETORES DO SINDACS/BA, FIGUEIREDO E ANTUNES, JUNTAMENTE COM OS COLABORADORES DA CATEGORIA NO COMANDO DE GREVE PELO PISO NACIONAL, IVANDO, LEONARDO, ANTONIO LAZARO, ONDE NO DIALOGO TIRANDO DUVIDAS DOS SERVIDORES QUE FORAM PRA O CURSO DA PLANIFICAÇÃO, QUEM NEM MESMO SABIA O QUE ERAM QUE IA! MAIS AO CHEGARMOS NA ESCOLA 2 DE JULHO NO BAIRRO DO GARCIA, FOMOS EM CADA SALA CONVIDANDO CADA SERVIDOR AGENTES DE SAÚDE, PARA UMA REUNIÃO NO INTERVA-LO, AO TER FEITO O CONVITE A SECRETARIA SOUBE E NOS CHAMOU PARA TER UMA REUNIÃO, ONDE NOS INFORMOU QUE NÃO DEVERÍAMOS TIRAR OS AGENTES DAS SALAS PORQUE TINHA UMA PROGRAMAÇÃO E NÃO PODIA SER INTERROMPIDA, MAS FALAMOS QUE NÃO DEIXARÍAMOS DE CONVERSAR COM NOSSOS COMPANHEIROS, PARA PASSAR A VERDADEIRA SITUAÇÃO E QUE PRECISAMOS REFORÇAR NOSSA LUTA COM ELES. E ASSIM OS COMPANHEIROS ENTENDERAM MESMO COM AS RECLAMAÇÕES, E SE PRONUNCIARAM QUE ESTARÁ NA GREVE. ANTONIO LAZARO CONVERSOU E COLOCOU COMO ESTAMOS LUTANDO NAS RUAS, IVANDO REFORÇOU LEMBRANDO DAS GREVES ANTERIORES QUE FOMOS AMEAÇADOS NUMA GREVE DE 51 DIAS QUE O SINDACS REALIZOU E NÃO FOI DESCONTADO, LEONARDO NÃO FICOU CALADO, FALANDO QUE PRECISAMOS OUVIR AS PESSOAS CERTAS EM VEZ DE ESTARMOS OUVINDO TANTOS BOATOS QUE NÃO SÃO VERDADEIROS, JÁ O COORDENADOR ANTUNES LEMBRA QUE OS CÓDIGOS QUE ESTÃO PREGANDO POR AI, QUE DEVE COLOCAR O 31, MAS EXISTE UMA NORMATIVA QUE PRECONIZA QUE O CÓDIGO DE GREVE E ASSEMBLÉIA É O 41.
MATÉRIA FEITA PELA SECRETARIA DE SAÚDE DE SALVADOR DA REUNIÃO REALIZADA DIA 23/07/15 COM SECRETARIO DE SAÚDE E O SECRETARIO DE GESTÃO
Vereadores acompanham agentes de saúde em audiência na Secretaria de Gestão
23 de July de 2015
            Na tarde desta quinta-feira (23), o secretário de Gestão, Alexandre Pauperio, recebeu o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Contendores de Doenças Endêmicas e Epidemiológicas do Estado da Bahia (Sindacs) acompanhado de vereadores. Na oportunidade, foi esclarecida mais uma vez a negociação da Prefeitura com o Ministério da Saúde quanto ao repasse dos valores destinados ao piso salarial da categoria.
Pauperio salientou que compete à União prestar assistência financeira complementar ao Município com 95% do piso salarial de que trata o artigo nono da Lei nº 12.994/14. “Isso não vem sendo cumprido em Salvador. Quanto aos agentes de endemias, jamais houve qualquer repasse do governo federal voltado ao financiamento do pagamento desses servidores, ficando todo o encargo de pessoal as custas da fonte do tesouro municipal.”
A gestão apela ao bom senso dos 20% da categoria que aderiram à greve. “Neste momento delicado da cidade, com os riscos à população no combate à epidemia de dengue, zica e chikungunya, pedimos que os servidores reavaliem a proposta e retomem as atividades”, ponderou Pauperio reiterando ainda que os dias de paralisação serão descontados na folha de pagamento deste mês, pois o Município está impedido de pagar dias não trabalhados. 
Ficou definido que a assessoria jurídica do Sindacs vai apresentar números que comprovem a disponibilidade de recursos do Ministério da Saúde para o pagamento do piso até esta segunda-feira (27). “Apesar da proposta do Sindacs de não apresentar encaminhamento do Projeto de Lei referente à campanha salarial deste ano à Câmara Municipal, na próxima semana o poder executivo, em respeito aos demais servidores, cumprirá o combinado das negociações em mesa permanente”, afirmou Pauperio.
Em relação à greve decretada pelo Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Contendores de Doenças Endêmicas e Epidemiológicas do Estado da Bahia (Sindacs), a Prefeitura esclarece que negocia sistematicamente com o funcionalismo público no âmbito das Mesas Permanentes de Negociação (MPN), mecanismo de diálogo implantado pela atual gestão e que já garantiu, com cerca de 400 horas de conversa, conquistas importantes aos servidores. 
O secretário de Gestão, Alexandre Pauperio, defende o diálogo permanente com as diversas categorias através das mesas. “A MPN trata com respeito as entidades representativas dos servidores públicos e isso é reconhecido por todos. Através do diálogo aberto e responsável com os sindicatos e associações que representam os servidores, conquistas importantes foram obtidas como o Plano de Cargos e Vencimentos (PCV) e a implantação do plano de saúde. Acreditamos que o entendimento é o melhor caminho para avançarmos”.
A administração já fechou acordo com outros sindicatos e associações que proporcionou aos agentes comunitários de saúde e os de combate às endemias um reajuste de 13,9% retroativo a maio, passando o salário-base de R$ 692,08 para R$ 788. Além do salário-base, a categoria recebe gratificações que chegam a 107,5%, totalizando uma remuneração mensal de R$ 1.635, ou seja, 61,25% superior ao piso nacional. Quanto à greve, Pauperio reforça que o município não tem autorização para pagar os dias não trabalhados. “Os dias dessa paralisação descabida serão descontados na folha de pagamento deste mês”, afirma.
Piso
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mantém em seus quadros, contratados de forma regular e inscritos no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) do Ministério da Saúde, 1.540 agentes comunitários de saúde e 2.065 agentes de combate a endemias (ACE), que recebem remuneração salarial acima de R$1.800, valor excedente ao estabelecido em Lei Federal nº 12.994, de 19 de junho de 2014, que fixa o piso inicial da categoria R$ 1.014.
Os agentes foram todos admitidos por processo seletivo, incluídos ao regime jurídico, estabelecido pela Lei Municipal nº 7955/2011, com jornada de trabalho fixada em 40 horas semanais, para atendimento as ações e serviços de promoção da saúde, vigilância epidemiológica e combate à endemias, dentro dos respectivos territórios de atuação.
A Prefeitura esclarece que, nos termos da Constituição Federal, compete à União prestar assistência financeira complementar ao município com 95% do piso salarial de que trata o artigo nono da Lei 12.994/14. No entanto, isso não vem sendo cumprido em Salvador, uma vez que até hoje o Ministério da Saúde só participa na saúde da família com um incentivo financeiro de custeio por agente comunitário de saúde, via bloco da Atenção Básica, sem referência a pagamento de pessoal. Quanto aos agentes de endemias, jamais houve qualquer repasse do governo federal voltado ao financiamento do pagamento desses servidores, ficando todo o encargo de pessoal as custas da fonte do tesouro municipal.
O Decreto Federal nº 8474, de 22 de junho de 2015, regulamenta a Lei nº 12.994 que fixa o piso salarial dos agentes em ambas as categorias quanto a assistência financeira complementar a ser prestada aos municípios, estabelecendo diretrizes para o atendimento a tal benefício e transfere ao Ministério da Saúde a definição de valor a ser estabelecido em portaria a ser editada com prazo de 90 dias da publicação da referida legislação. Entretanto, até o momento nada foi repassado. 




Nota de


 Esclarecimento



Importante
A direção do Sindacs informa aos trabalhadores que obtiveram descontos nos contracheques como proceder:
Entregue na sede do Sindacs ou nos locais de mobilização cópia do contracheque. O corpo jurídico vai requerer futuro ressarcimento/estorno dos valores.
Mesmo com a ditadura, a luta não pode parar!
Junte-se a nós!
Direção do Sindacs

Agentes de saúde e endemias decidem manter greve


Foto: Sindacs
Agentes de saúde e endemias decidem manter greve, que já dura 35 dias. Após assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (29), às 9h, em frente à Secretaria de Gestão, nos Barris, a categoria decidiu por continuar a luta em prol do piso salarial, principal reivindicação dos agentes. Os servidores realizaram um novo protesto pelas ruas do centro da cidade.
Na assembleia, a direção do  Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Contendores de Doenças Endêmicas e Epidemiológicas do Estado da Bahia (Sindacs) discutiu com os ACS e ACE as negociações realizadas nesse período de greve.
Reivindicações
Os servidores reivindicam pagamento imediato do piso salarial, que é de R$ 1.014 e aumento do auxílio alimentação para R$ 25. O salário base da categoria é de R$ 692,08. Além dos reajustes, os agentes reivindicam melhorias nas condições de trabalho, estrutura, além de gratificação por desempenho. “ Não podemos aceitar a truculência do gestor. A categoria não aguenta mais ter um salário base abaixo do mínimo vigente no país, além das péssimas condições de trabalho que esses servidores da saúde encontram no desempenho das suas atividades”, afirmou o coordenador do Sindacs, Aldenilson Rangel.
Assembleia
Uma nova assembleia será realizada dia 5 de agosto, às 10h, na Praça castro Alves.
Participe! Unidos somos mais fortes!
Direção do Sindacs

Convocatória para assembleia em Alagoinhas no dia 3 de agosto


assembleia
A Direção do Sindacs convoca os ACS e ACE  de Alagoinhas  para mais uma Assembleia, na segunda-feira (03/08), às 9h.
Não ocasião a direção da entidade vai discutir com a categoria as conquistas da Campanha Salarial.
Assembleia
Data: 03/08 (segunda-feira)
Horário: 9h.
Local: Câmara de Vereadores de Alagoinhas
UNIDOS SOMOS MAIS FORTES!
Direção do Sindacs





Agentes de Saúde fazem manifestação na Câmara

Por Victor Pinto (Twitter: @victordojornal)
agentes
“O piso é nosso e não é deles”, “O servidor parou” e “Direito adquirido, prefeito pague o piso” foram as frases de ordem manifestadas pelos agentes comunitários de Saúde e Endemias no plenário da Câmara de Vereadores, na tarde desta quarta-feira (29).
Os funcionários soteropolitanos continuam em greve há 34 dias sem previsão de resolução do impasse. De acordo com os paredistas, várias negociações foram feitas, inclusive com a tentativa de inclusão do secretário de Saúde, José Antônio Rodrigues, nas rodadas discussões. Eles ainda alegam o caso se esbarra na mesa da secretaria de Gestão, capitaneada por Alexandre Paupério.
Os vereadores Gilmar Santiago (PT) e Arnando Lessa (PT) defenderam os representantes. Lessa chegou a pedir ao titular da pasta, que atende aos agentes, Paupério, que “deixe de pirraça”. Uma das bandeiras da paralisação diz respeito do descumprimento do piso salarial da categoria.
Os manifestantes alegam que a prefeitura não cumpre o acordo nacional. Os agentes buscam o aumento de R$ 692,00 para R$ 1.014,00. A categoria está vinculada com a secretaria de Saúde.
Fonte: BocãoNews


Agentes de endemias realizam caminhada em protesto no Centro

Jefferson Domingos

Os agentes de endemias estão em greve desde 19 de junho
Agentes de endemias realizam uma caminhada no centro da cidade, nesta quarta-feira, 29.A categoria está em greve desde o dia 19 de junho.
De acordo com o coordenador do Sindicato dos Agentes de Saúde e Agentes de Combate às Endemias da Bahia (Sindacs-BA), Aldenilson Rangel, os agentes se reuniram na manhã desta quarta em assembleia, em frente à sede da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), nos Barris, e entregaram uma proposta ao secretário de Gestão de Salvador, Alexandre Pauperio, que ficou de avaliar e dar uma resposta até a próxima segunda-feira, 3. Por volta das 13h, eles seguiam caminhada em direção à Câmara dos Vereadores. O trânsito está bastante lento na região segundo a Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador).
“Hoje tivemos assembleia com o secretário de gestão e amanhã vamos até a sede da Fundação Luiz Eduardo Magalhães (FLEM), onde estará o ministro da Saúde, Arthur Chioro, que irá apresentar projetos para combate do Aedes Aegypti, disse o coordenador.
Greve
Os servidores reivindicam salário de R$ 1.014, seguindo o piso nacional. O salário-base dos agentes de endemias atualmente é de R$ 692,08. A categoria também pede melhorias nas condições de trabalho, além de gratificação por desempenho. Os agentes de endemias são os responsáveis pelo combate ao mosquito Aedes Aegypti. O Sindacs aponta que 30% do efetivo atua mesmo com a greve.
Fonte: ATARDE On Line


Agentes de Simões Filho visitam sede do Sindacs em Salvador


Foto: Sindacs
Na última terça-feira (28/07), a direção do SINDACS recebeu a visita dos agentes do município de Simões Filho.
Na oportunidade, o coordenador Edson Morais, esclareceu diversos pontos de interesse dos agentes. Também foram abordados assuntos relacionados ao município de Simões Filho.
Direção do Sindacs

Coordenadora do Sindacs fala das conquistas dos ACS e ACE em Dom Basílio


Foto: Sindacs
A direção do SINDACS foi convidada para participar  de uma Assembléia com os servidores do município de Dom Basilio.
A coordenadora Rita ficou muito feliz com o convite. Na ocasião, a representante contou um pouco da trajetória dos ACS e ACE.

Foto: Sindacs
“Nós conseguimos  mudar a Constituição por duas vezes. Hoje nós possuímos uma piso salarial, isso pe resultado de diversas lutas. Se os trabalhadores não estiverem unidos não terão como realizar conquistas”, enfatizou.
Direção do Sindacs

Convocatória para nova mobilização dos ACS e ACE de 

Salvador


Foto: Sindacs
A direção do SINDACS  convoca todos os ACS e ACE do município de Salvador para nesta quinta-feira (30/07), às 9h,  comparecerem à Fundação Luís Eduardo Magalhães.
Uma nova mobilização será realizada em prol dos direitos reivindicados pela categoria nesse período de greve.
O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, participará  do evento.
Mobilização
Data:  30/07 (quinta-feira)
Horário: 9h
Local: Fundação Luís Eduardo Magalhães (Salão Azul – 3a. Avenida, nº 310, Centro Administrativo da Bahia- CAB).
Direção do Sindacs

Trabalhadores


 recebem


 até 2


 salários mínimos e


 fazem 


jus 


ao PASEP

CTPS
O setor jurídico do Sindacs informa aos agentes que estiverem com problemas em relação a ao PIS/PASEP, que anualmente é realizada a coleta de dados denominado de Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Instituída pelo Decreto nº 76.900, de 23/12/75.
Aqueles trabalhadores que receberam até 2 salários mínimos fazem jus ao PASEP.
A direção do SINDACS orienta que os trabalhadores que estivem com dúvida, se dirijam à Delegacia Regional do Trabalho, e solicitem o histórico financeiro, comparem com o contra cheque, em caso de  discordância solicitem a correção na prefeitura do município onde reside.
Manual (verificar páginas 34 a 41)
Direção do Sindacs

Direção do sindacs discute greve dos ACS e ACE

 com Secretário de Saúde do Estado


Foto: Sindacs
Na última terça-feira (28/07), a direção do SINDACS esteve na Secretaria da Saúde (Sesab) atendendo a uma solicitação do Secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas,  que está preocupado com a atual situação dos ACS e ACE de Salvador.
O coordenador da entidade, Robson Góis, falou que infelizmente as notícias não são boas, pois a categoria continua em greve e solicita a mediação do Governo do Estado, pois o diálogo com os atuais gestores praticamente é inexistente.A propostacontinua sendo no valor de R$ 788.  A categoria já recurso esse acordo. O ACE que foi escolhido para participar da reunião abordou o descontentamento da categoria, que ganha abaixo do salário mínino, dentre outros fatores que influenciaram a categoria a chegar a essa decisão.Na ocasião os demais coordenadores falaram acerca de a real situação da capital baiana e também do principal ponto de reivindicação para os  agentes: o cumprimento da Lei Federal 12994/2014.De acordo com os represnetantes do sindicato, o município teve um ano para se organizar, mas, isso não foi feito, mesmo com a publicação do Decreto e das Portarias que  foram apresentadas à gestão na última reunião.“A gestão não dialoga e já foi informada das ações que o sindicato tem aberto reinvidicando os anseios da categoria, além do mandato de segurança, e a ação cautelar para garantir que os dias paralisados dos servidores nao sejam descontados”, explicou o coordenador Robson.Participaram dessa reunião os coordenadores do Sindacs, Aldenilson, Ailton, Eduardo, Edson, Meiry,Robson, e também o ACE, Ivandro.Os representantes do sindicato, Lázaro, Antunes e Evangivaldo, não participaram da reunião. Eles estavam com os agentes, do lado de fora da Sesab. Ao término da reunião, os ACS e ACE, que aguardavam notícias, obtiveram informações do que aconteceu no encontro.
Direção do Sindacs

NOTA DE PESAR

A Direção do Sindacs está solidária com a ACS, Isabel Cristina dos Santos, e toda família, nesse momento de luto, pela perda da mãe da servidora, Cleonice Alcântara.
Sabemos que neste momento, por mais belas que sejam, nenhumapalavra dará o conforto pleno. Mas sabemos também, que cada palavra e cada demonstração de carinho, afeto e solidariedade são importantes e auxiliam no enfrentamento e  superação da dor.
Direção do Sindacs

terça-feira, 28 de julho de 2015

Trabalhadores em greve fazem ato unificado nesta terça-feira

Da redação
Atualizado em 28 de julho de 2015 às 11:00 
Foto: Sindacs

Trabalhadores em greve das mais diversas categorias filiadas à Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Bahia realizam ato unificado nesta nesta terça-feira (28) em Salvador. As categorias protestam em defesa da Petrobras, Serviços Públicos de qualidade e por melhores salários.
Os manifestantes estão reunidos na frente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na Avenida 7 de Setembro, e devem sair em caminhada pelas ruas do centro da cidade com destino ao Campo Grande.
Na Avenida Silveira Martins, no bairro do Cabula, trabalhadores de saúde reivindicam contra salários atrasados em frente ao Hospital Roberto Santos.
No estado, seguem em mobilização pelo menos sete categorias ligadas à CUT: os agentes de endemias de Salvador (Sindacs), professores das universidades estaduais, servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), os empregados da Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (CERB), Sindicato dos Professores de Instituições Federais de Ensino Superior da Bahia (APUB), o Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Higienização e Limpeza (Sindlimp), os funcionários judiciais ligados ao Sintaj (Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia) e Sindicato dos Trabalhadores em Empresas e Transporte Ferroviário e Metroviário dos Estados da Bahia e Sergipe (Sindiferro).
Fonte: Aratu On Line

segunda-feira, 27 de julho de 2015



Solicitações da categoria


 de


 Caatiba foram acatadas




Foto: Sindacs
No dia 11 de março foi protocolado no município de Caatiba a pauta de reivindicação da categoria, pela coordenadora do Sindacs de Vitória da Conquista, Rita Suzana França, e pela delegada regional Maria Luiza.
O itens da pauta de reivindicação, piso salarial, insalubridade, quinquênio, material didático, protetor solar e crachá.

Foto: Sindacs
No dia 16 de julho, em reunião com o prefeito Joaquim Mendes Souza Júnior, as reivindicações da categoria foram  acatadas.  A lei do piso será cumprida a partir de 1 de julho, mais a insalubridade, e também o quinquênio dos ACS que tenham cinco ano de trabalho.

Foto: Sindacs
Os pedidos referente ao fardamento e o protetor serão entregues em agosto. Participaram da reunião, a secretária do governo, Adriana. As coordenadiras do Sindacs, Rita Suzana, Maria Luiza, Givaldo e Milto. Os representantes jurídicos da prefeitura,  o prefeito e os representante dos ACS de Caatiba, Naraildo e Herivelto.
Direção do Sindacs
GREVE DOS ACS E ACE DE SALVADOR E 
LEGAL.

A direção do SINDACS informa que a GREVE é LEGAL , conforme Instrução Normativa da SMS (IN 001/2014)- ANEXO II. Enquanto as negociações estiverem em andamento, o CÓDIGO a ser colocado é o 41.
O setor jurídico do Sindacs informa que existem duas ações em tramitação : Ação Cautelar encontra-se na 6º Vara da Fazenda Publica no Fórum Rui Barbosa de Salvador e o Mandado de Segurança no Tribunal de Justiça da Bahia no CAB essas ações visam uma liminar para garantia dos dias paralisados.


E orienta a todos os ACS e ACE de Salvador que participem da GREVE, pois só assim nós vamos conquistar o nosso objetivo.
Direção do Sindacs

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Reunião entre representantes do Sindacs e da Semge termina sem avanços

reuniao
Foto: Sindacs
Na tarde desta quinta-feira (23), uma reunião foi realizada com o Secretário de Gestão, Alexandre Pauperio, o Secretário Municipal de Saúde, José Antonio Rodrigues Alves, e os representantes do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Contendores de Doenças Endêmicas e Epidemiológicas do Estado da Bahia (Sindacs).
Também participaram do encontro,  os vereadores Joceval Rodrigues (PPS), Claudio Tinoco (DEM), Arnando Lessa (PT), Gilmar Santiago (PT), e Luis Carlos Suíça (PT).
Na oportunidade, os vereadores manifestaram apoio ao Sindacs para intermediar o diálogo com a gestão e tentar conseguir um desfecho favorável para todos, claro, fazendo valer a  lei que regulamenta o piso salarial.
ImpasseNa ocasião, os gestores mais uma vez, foram intransigentes e não demonstraram compromisso em reconhecer o direito da categoria garantido por lei. “Insinuaram que o Ministério da Saúde tem que fazer um aporte de novas verbas destinadas ao pagamento do piso”, explicou o coordenador do Sindacs, Aldenilson Rangel.
O líderes do sindicato contestaram os argumentos apresentados pelo Secretario de Gestão. Pauperio alegou que os recursos para o pagamento do piso já estão contidos no repasse Fundo a Fundo.
Dentro do Programa de agentes comunitário de saúde, financeiro do (PAB-variável e Programa Saúde da Família), estão os recursos de R$ 1.014 para agentes comunitários de saúde, logo, para os agentes de combates às endemias o financiamento será dado pelo bloco “Teto Financeiro do Ministério da Saúde”.
A assessoria jurídica do Sindacs assumiu o compromisso de elaborar e apresentar uma proposta até segunda-feira (27), para o município analisar e buscar alternativa para acabar com o impasse e cumprir a Lei Federal 12.994/14.
A Gestão como forma de intimidar os ACS e ACE a desistirem da luta pelos seus direitos tem ameaçado cortar o ponto dos dias não trabalhados nesse período de greve. Dessa forma, as negociações parecem não contribuir para o fim da paralisação. “Nós estamos solidários com o movimento e não abriremos mãos dos nossos objetivos. A direção do sindicato já tomou as providências jurídicas cabíveis para que os dias não sejam cortados”, concluiu Rangel.
Direção Estadual do Sindacs


Todos os caminhos levam à Câmara de Vereadores

Na próxima segunda (27), terça (28) e quarta-feira (29), às 13h, a direção do SINDACS realizará novos protestos na Câmara de Vereadores da capital.
Convocamos todos os agentes de saúde e endemias para os novos manifestos em prol do piso nacional (principal reivindicação)  dos trabalhadores.
Participe!
Direção do Sindas

quinta-feira, 23 de julho de 2015




Direção do Sindacs realiza passeata na Avenida ACM

A direção do Sindacs mobilizou a categoria na tarde da última terça-feira (21), para um protesto na Avenida ACM, em Salvador. Os trabalhadores estiveram concentrados em frente ao Shopping da Bahia.
Na ocasião, os ACS e ACE, em greve há 26 dias, realizaram uma passeata em direção à Avenida Tancredo Neves, até o prédio do Jornal Atarde.
Durante o protesto faixas da pista que ficam em frente ao shopping foram bloqueadas. Outras categorias que também estão em greve participaram do ato, o trânsito ficou complicado no local.
Os representantes do Sindacs defendem um salário de R$ 1.014, que é referência ao piso nacional da categoria. Os servidores  recebem atualmente R$ 692,08. A liderança do sindicato aponta que 30% do efetivo está em atividade mesmo com a greve.


Direção do Sindacs


SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE CONVOCA DIREÇÃO DO SINDACS PARA REUNIÃO NESTA QUINTA-FEIRA (23)



Nesta quinta-feira (23), às 15h, a Direção Estadual do Sindacs participa de uma reunião com o Secretário Municipal de Saúde, Jose Antonio Rodrigues, e com o Secretário de Gestão, Alexandre Pauperio, na Secretaria Municipal de Gestão (Semge). Na oportunidade, os representantes da entidade sindical vão discutir com os gestores diversas questões referentes à greve.  

Direção do Sindacs